sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Deixa as luzes de casa acesas?



Resultado de imagem para acender lampada

A iluminação é um aspecto muito importante no conforto que sentimos em nossas casas, uma vez que é através dela que conseguimos realizar as mais variadas tarefas de forma eficaz e confortável.
Se é daquelas pessoas que deixa todas as luzes da casa acesas, mesmo se estiver na outra ponta da casa, saiba que a iluminação representa entre 10 a 15% do consumo total de electricidade doméstica.
Apesar da electricidade representar uma boa parte do nosso consumo energético, ainda cometemos alguns erros que nos fazem desperdiçar este importante recurso energético, e que terão impacto na conta mais ou menos simpática a pagar no final do mês.
Verificar se todas as luzes ficam desligadas ao sair de uma divisão é apenas um dos muitos truques que podem ajudar na poupança deste recurso energético. Mas há mais alguns, como pode descobrir neste vídeo do Minuto Verde.
Foto: via Creative Commons
O Minuto Verde é uma rubrica produzida pela Quercus e emitida aos dias úteis na RTP.

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

A propósito de... acabar com os ricos

Resultado de imagem para ricos

A propósito de... acabar com os ricos.

Nos gloriosos tempos contava-se a história dos 7 amigos, colegas de instrução secundária, que todas as Quintas-Feiras se encontravam para beber umas imperiais e comer umas gambas. A conta era invariavelmente de 100 euros (conversão dos antigos escudos), que era assim dividida:
O que estava melhor na vida (o capitalista, como lhe diziam para o picar) assumia 50% = 50 euros;
O seguinte (classe média) 25% = 25 euros;
Cada um dos restantes (operários/proletários) 5 euros: 5x5 = 25 euros.

Um dia a cervejaria conseguiu comprar gambas mais baratas e a
 conta desceu para 80 euros.
Quando se prepararam para pagar o "capitalista" avançou com os habituais 50% (40 euros), o "classe média" com 25% (20 euros), cabendo a cada um dos proletários 4 euros. Aí veio a discussão...
Um dos "proletas" avançou: é pá isto não é justo... o gajo mais rico poupa 10 euros e quem pode menos só poupa um euro. O justo seria dividir a poupança por cabeça, mas... é sempre a mesma coisa... quando as coisas mudam, os ricos é que beneficiam.

Farto de picardias, o "explorador" resolveu não aparecer mais. Na Quinta-Feira seguinte, os 6 juntaram-se e fizeram o consumo habitual. Veio a conta: 65 euros. Seguindo a norma, o primeiro avançou com os seus 25% (arredondados dava 16,50) e ficaram 48,50 para dividir por 5, ou seja... quase 10 euros a cada um dos que tinham pago 4 euros na semana anterior. Aí veio a discussão...
Para serenar os ânimos, o mais abonado ainda transigiu: bem eu posso pagar os 20 euros que paguei na semana passada, ou, para mantermos o convívio, até posso entrar com os 25 que pagava antes de a conta baixar, mas mais do que isso é que não...
Na nova situação... quem podia mais, pagava mais... mas, ainda assim, sobravam... 45 euros (9 por cabeça), ou 40 euros (8 por cabeça).

E foi então que os proletários aprenderam que... aqueles que "acumulam" dinheiro, ou poupança, ou riqueza, também são úteis para... ajudar a pagar as contas.

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Quanto dinheiro está em circulação no mundo?

Pelo menos US$ 58,9 trilhões. Esse é o valor mais aproximado disponível atualmente, calculado em 2009 pelo economista norte-americano Mike Hewitt com base em dados econômicos de 90 países, os quais representam 96% do PIB e 84% da população mundial.
quanto-dinheiro-esta-em-circulacao-no-mundo
Fazer a conta é complicadíssimo, pois, além de as economias flutuarem muito, a maioria dos países protege parte dos dados. A cifra calculada por Hewitt diz respeito ao M3, a classificação mais abrangente para o dinheiro circulante. Existem outras cinco, sendo que a mais básica, a M0, conta só o dinheiro em espécie (cédulas e moedas).
Banco Central não revela quanto dinheiro circula no Brasil, mas sabe-se que nossa M0 é de cerca de 4% do PIB, que é de R$ 4,143 trilhões. Ou seja, temos aproximadamente R$ 165 bilhões circulando em dinheiro vivo por aí.

Dicas rápidas para poupar muito dinheiro

Uma vez que Portugal ainda se encontra numa fase de recessão económica todas as dicas de poupança são importantes. Hoje resolvemos criar a lista mais completa de dicas para poupar dinheiro.
Vamos dar-lhe 70 dicas de poupança que pode começar a usar ainda hoje.

Dicas para poupar dinheiro

De forma a ser mais fácil a implementação das mesmas, iremos agrupar as nossas 70 dicas para poupar dinheiro por áreas, e posteriormente noutros artigos iremos desenvolver um pouco mais cada um dos temas e as próprias dicas de forma a prestar-lhe a melhor informação possível.

A poupança começa em casa – Crie hábitos

  1. Registe todas as suas despesas – Este é o primeiro passo para controlar as suas finanças, tem de registar tudo o que gasta para saber quais são os gastos desnecessários que tem.
  1. Crie metas para o dinheiro – É importante que tire logo de parte o valor de todas as contas que tem para pagar.
  1. Arredonde as contas – Sempre que tivera criar as metas para o seu dinheiro, arredonde as contas a pagar por cima e o que vai gastar em hobbies por baixo.
  1. Pague as contas todas no mesmo dia – É mais fácil controlar o dinheiro se todas as contas forem saldadas no mesmo dia. Caso isso não seja possível, tente que sejam liquidadas na mesma semana.
  1. Crie prazos para os seus objetivos – Crie um prazo para juntar dinheiro para cumprir os seus objetivos, assim é mais poupar dinheiro.
  1. Fale sobre dinheiro – É importante falar com a sua família sobre dinheiro, e ensinar aos seus filhos desde pequenos a importância do mesmo.
  1. Procure novas fontes de rendimento – Pode parecer estranho principalmente se trabalha a full-time, no entanto existem hobbies que são ótimas fontes de rendimento complementares (pintura, artesanato…).
  1. Previna-se – Caso não tenha um ordenado fixo, deve tentar sempre que possível retirar uma percentagem do ordenado mais alto e pô-la de parte.
  1. Pague as dívidas primeiro – Se tem algum valor em dívida, antes de comprar outra coisa, pague esse valor.
  1. Crie o hábito de poupar – Independentemente do valor, tente pôr sempre algum dinheiro de parte.
  2. Crie um valor diário de gastos – No inicio do mês defina um valor máximo que pode gastar por dia (e não estamos a falar das contas que tem obrigatoriamente de pagar, e das idas ao supermercado).
  1. Crie uma meta de poupança – Tente tirar nem que seja 1€ por dia para atingir a sua meta mensal de poupanças.
  1. Tenha um mealheiro – É mais fácil ter um mealheiro e ir pondo lá umas moedas todos os dias, do que estar sempre a transferir dinheiro para a conta poupança.
  1. Dinheiro extra – Caso tenha recebido dinheiro que não estava a contar, guarde esse valor na totalidade.
  1. Tenha um fundo de emergência – Por vezes existem despesas que não estava a contar, se tiver um fundo de emergência é mais fácil de pagar essa despesa.

Cuidados a ter com o cartão de crédito

  1. Não use o cartão de crédito frequentemente – É claro que existem coisas que não conseguimos pagar de uma vez, mas não use o cartão para comprar o que não precisa.
  1. Use pontos ou cashback do cartão de crédito – Caso tenha utilizado o cartão de crédito é provável que tenha acumulado pontos. Aproveite para adquirir alguma coisa que precise.
  1. Cuidado ao adquirir um cartão de crédito – Por vezes é necessário adquirir algum produto mais caro porque o que tinha se estragou. Existem cartões muito mais vantajoso que outros. 

Como poupar nas compras (ou nos miminhos)

  1. Vá às compras com dinheiro – Uma das melhores maneiras de poupar dinheiro é ir às compras com dinheiro na mão, pois assim não corre o risco de gastar mais do que tem.
  1. Não veja as compras como um escape – Todos nós temos direito a um mimo de vez em quando, no entanto, não pode comprar mimos todos os dias.
  1. Aproveite os saldos – Pode comprar o que precisa a preços mais baixos.
  1. Compre online – Sabe que existem sites com descontos diários bastante atrativos?
  1. Peça coisas emprestadas – Há produtos que apenas vai usar uma ou duas vezes na vida, em vez de comprar, peça emprestado a um amigo ou vizinho.
  1. Venda o que não usa – Cada vez mais existem plataformas online que permitem a venda de produtos usados. Em vez de deitar fora, ganhe um dinheiro extra com isso.
  1. Compre fora de Portugal – Há produtos que são mais baratos quando mandados vir de fora do País.
  1. Veja se vale a pena concertar – Muitas vezes deitamos fora coisas que podem ser facilmente arranjadas.
  1. Não abra mails com promoções – Se é daquelas pessoas que não resiste às promoções, não abra esses mails.

Como poupar com os hobbies

  1. Aproveite as coisas boas da vida – Nem sempre os programas caros são os mais divertidos. Troque uma ida ao cinema por um piquenique no jardim.
  1. Aproveite eventos gratuitos – Todos os dias existem programas que pode fazer sem gastar dinheiro.
  1. Use cupões – Há sites que têm todos os dias novos cupões com descontos em programas como cinema ou teatro, assim consegue divertir-se e poupar dinheiro ao mesmo tempo.
  1. Saia menos – Em vez de sair o fim-de-semana todo, escolha um dia para sair e jantar fora, nos outros organize qualquer coisa em casa com amigos.
  1. Aprenda a dizer “Não” – Se o convidarem para fazer alguma coisa que não queira, diga que não vai.
  1. Troque o ginásio por caminhadas – O efeito é mais ou menos o mesmo, e é bem mais económico.
  1. Tente viajar com milhas – Muitos cartões de crédito têm pontos que podem ser trocados por milhas. É uma maneira de viajar com preços mais baixos.
  1. Abdique de hotéis – Se vai viajar, troque um hotel por uma pensão ou um hostel.
  1. Planei férias com antecedência – Consegue poupar dinheiro se planear as coisas com antecedência.
  1. Fique em casa de amigos – Se vai para fora e conhece alguém com casa nesse lugar, aproveite, assim poupa na estadia.
  1. Abdique de pequenos luxos – Se vai ao cinema todas as semanas, opte por ver um filme em casa.
  1. Evite jantar fora – De vez em quando não faz mal, mas todos os dias é um desperdício de dinheiro.
  2. Não ignore os pequenos gastos – Se gosta de beber um café depois do jantar, porque é que não opta por comprar uma máquina de café? Estes pequenos gastos fazem a diferença

Pode poupar com os aparelhos domésticos

  1. Não lave a loiça com a água a correr – Encha o reservatório e lave a loiça lá, depois é só passar por água.
  1. Não lave os dentes com a água a correr – Encha um copo e use-o.
  1. Aproveite a água do duche – Enquanto a água aquece, guarde essa água para o reservatório da sanita ou para regar plantas.
  1. Apague sempre a luz – Se não está em casa, não precisa de luzes ligadas.
  1. Não deixe o computador aceso – Se não está a utilizar o computador, não o deixe ligado à tomada.
  1. Use tomadas que desligam – Os pequenos aparelhos, embora não gastem muita eletricidade, são uma das coisas que pode desligar da tomada no fim do dia. Vai ter uma poupança significativa se fizer isso com todos.
  1. Use lâmpadas economizadoras – Vai ver uma grande diferença no final do mês.
  1. Compre um filtro de água – Em vez de comprar garrafões de água todas as semanas, compre um filtro e beba água da torneira.
  1. Seque a roupa no estendal – Todas as casas têm estendal, logo aproveite o sol para secar a sua roupa.

Pode poupar nas idas ao supermercado

  1. Faça compras online – Em vez de ir ao supermercado, mande vir as compras através da internet, assim não compra coisas que não precisa.
  1. Não vá às compras com fome – Se for ao supermercado com fome vai comprar mais do que precisa.
  1. Leve sacos de casa – Os sacos de plástico são pagos, logo leve um saco de casa.
  1. Compre marca branca – As marcas brancas são tão boas como as outras e muito mais baratas.
  1. Evite levar o seu filho ao supermercado – As crianças querem sempre brinquedos ou chocolates, se evitar levá-los não vai cair na tentação de lhes comprar alguma coisa.
  1. Leve almoço de casa – Leve para o trabalho uma marmita, é mais saudável e barato que comer fora todos os dias.
  1. Leve o lanche de casa – Leve sempre o lanche de casa, assim não tem tendência de ir comprar alguma coisa a meio do dia.
  1. Crie uma lista com as refeições – Se tiver uma lista com o que vai fazer diariamente para comer, é mais económico do que ir ao supermercado todos os dias.
  1. Não desperdice comida – Hás vezes compramos comida a mais, tenha cuidado ao preparar as refeições para não mandar comida fora.
  1. Cultive uma pequena horta em casa – Existem coisas que pode cultivar em casa como salsa e coentros.
  1. Se tem família no campo aproveite – Se tem família no campo, eles cultivam sempre um bocado de tudo. Aproveite e traga sempre algumas coisas, e assim come comida mais saudável e consegue poupar dinheiro nas compras.
  1. Compre cestos de fruta – É muito mais barato comprar cestos de fruta semanal do que ir à mercearia todos os dias.

Dicas gerais de poupança

  1. Revolva as coisas sozinho – Em vez de contratar alguém para resolver as pequenas avarias domésticas, faça você mesmo.
  1. Aprenda a costurar – Em vez de levar as roupas às costureiras, aprenda a fazer umas bainhas e a pregar botões (pode sempre pedir ajuda à sua esposa ou namorada).
  1. Não corte em gastos com a saúde – Tenha um bom plano de saúde, pois vai ajuda-lo a poupar dinheiro nas suas visitas ao médico.
  1. Compre medicamentos genéricos – Os genéricos têm os mesmos compostos dos medicamentos padrão, e são muito mais baratos.
  1. Tenha um telemóvel pré-pago – Assim sempre que termina o saldo não consegue fazer mais chamadas.
  1. Ande a pé – Se trabalha perto de casa, opte por ir a pé.
  1. Ande de transportes públicos – A rede de transportes públicos está cada vez mais alargada, e o passe certamente é mais barato que atestar o depósito do carro mais do que uma vez por mês, vai certamente poupar dinheiro com esta medida.
  1. Divida o carro – Se tem mesmo de levar o carro para o trabalho, tente dividi-lo com alguém.
  1. Se fuma tente reduzir – O tabaco está caro, tente reduzir ou deixar de fumar.

Dicas importantes para poupar nas férias de verão 2016

As férias de verão estão a chegar, e muitos portugueses já se encontram a fazer a contagem decrescentes para uns quantos dias de descanso. No entanto, como continuamos em tempo de crise, é importante saber como poupar nas férias de verão.
De forma a ajudá-lo nesse sentido, criámos uma lista com coisas que poderá fazer para que estas férias não sejam tão dispendiosas, ajudando-o assim a poupar nas férias de verão.
O dinheiro que poupar poderá servir para o pagamento de uma fatura do cartão de crédito, para comprar o material escolar dos seus filhos, ou em alguns casos para colocar na conta poupança.
Veja de seguida as nossas dicas.

Como poupar nas férias de verão este ano? Veja estas 7 dicas:

1ª Dica – Escolha o melhor local

Uma das coisas em que se gasta mais dinheiro quando vai de férias é o alojamento, assim sendo, é importante que tenha extremo cuidado quando procura por um local onde passar as suas férias.
Existem diversos sites onde poderá encontrar locais bastante em conta para passar o verão, basta que faça uma pesquisa com tempo e paciência para encontrar os melhores locais, permitindo-lhe desta forma poupar nas férias de verão.

2ª Dica – Prepare a comida

Outras coisas nas férias que faz com que se gaste muito dinheiro é a comida, por isso se vai de férias para um local perto da praia, poderá poupar bastante dinheiro se optar por tomar o pequeno-almoço em casa (ou no hotel) e levar uma cesta com frutas, sumos e sandes para a praia. Além de ser uma comida mais leve (o que lhe vai permitir aproveitar mais o tempo que está na praia) vai conseguir poupar bastante dinheiro.
Como é óbvio poderá fazer algumas refeições fora, no entanto é bastante mais económico comprar os ingredientes no supermercado e confecionar em casa.

3ª Dica – Faça atividades gratuitas

Cada vez mais existem atividades gratuitas que poderá fazer em família, como por exemplo passeios na praia, aulas de grupo no jardim, visitas a museus ou monumentos.
Todos sabemos que as entradas para algumas atividades são bastante caras, assim, antes de partir verifique o que é que vai acontecer no local para onde vai, pois desta forma vai conseguir poupar dinheiro no verão.

4ª Dica – Junte os amigos

Se existem mais casais amigos que vão de férias na mesma altura, porque não juntar o útil ao agradável e além de passarem mais tempo juntos, podem dividir as despesas. Se juntar os amigos, será muito mais simples poupar nas férias de verão, pois as despesas fixas como gasolina, portagens, alojamento e comida vão ficar muito mais em conta.
Além de que existem sítios que são muito mais divertidos se partilhados com várias pessoas.

5ª Dica – Faça contas

Algo muito importante quando vai de férias é saber qual o montante que tem disponível para esse período. Assim sendo, é essencial que veja qual o valor total que tem para gozar as suas férias de verão e dividi-lo pelo número de dias que vai ficar fora.
Assim vai conseguir controlar melhor as suas finanças durante estes dias, evitando consumos excessivos (que podem vir a ter o efeito contrario, fazendo-o gastar muito mais dinheiro do que aquele que poderia).

6ª Dica – Tenha cuidado com os “copos”

É claro que não lhe estamos a dizer que não deve sair à noite para beber um copo, mas vários estudos demonstram que este é um dos fatores que fazem derrapar os orçamentos das férias, assim sendo, se quer poupar nas férias de verão é de extrema importância que não abuse das saídas à noite, ou pelo menos que não abuse nas bebidas.
Opte por comprar antes uma garrafa e fazer a sua bebida em casa, pois por norma no verão os bares tendem a ser extremamente caros.

7ª Dica – Tenha cuidado antes de viajar

Se vai passar mais do que 2 ou 3 dias fora de casa, é muito importante que ao sair tenha cuidado com pequenas coisas, que depois podem trazer-lhe surpresas desagradáveis nas contas mensais.
Por isso, ao sair de casa tenha sempre em conta:
  • Confirme se nenhuma luz ficou ligada (é importante para não ter uma surpresa desagradável na conta da luz);
  • Desligue todos os aparelhos elétricos que não necessitam ficar ligados à corrente (como computadores, televisão, máquina de café, micro-ondas, ar-condicionado…);
  • Não deixe comida no frigorífico, pois quando chegar a mesa já vai estar estragada, desta forma, se tiver muita comida leve-a consigo, poupando assim algum dinheiro nas compras;
  • Não divulgue que se vai ausentar, pois nesta altura existem muito mais assaltos, e se souberem que a casa vai estar vazia durante um tempo, pode ser bastante convidativo para pessoas indesejadas.
  • Verifique as contas que podem ter data limite de pagamento durante o tempo que vai estar ausente, para que as possa levar consigo e pagar (ou então efetuar o pagamento antecipado das mesmas).
Se seguir as nossas 7 dicas, vai ver que vai conseguir poupar nas férias de verão e conseguir ficar com algum dinheiro extra para fazer face a outras necessidades futuras.
Não se esqueça que a melhor maneira de poupar é fazer tudo com a devida antecedência.

Como poupar dinheiro

Como deixar dinheiro de parte para poupar? Uma das grandes dificuldades da poupança, é as pessoas não terem esse hábito, ou seja é necessário adaptar-se a uma realidade de poupança, isso consegue-se criando formulas pessoais. Neste artigo irão surgir alguns métodos que poderá adaptar a si. A poupança não é um bicho de sete cabeças mas é uma meta pessoal que só você poderá determinar o tecto.
Aprenda a poupar com métodos simples o seu dinheiro

O principio dos 10% na fonte


Normalmente as pessoas quando começam a poupar pensam no valor que irá restar no fim do mês, esta é de longe a melhor forma. Um senhor de idade uma vez disse-me a seguinte frase "Temos de poupar é quando o temos", ora dito isto a primeira solução está apresentada. Sempre que receber o seu ordenado ou outra fonte de rendimento deixe 10% logo de parte.

Um extra vem sempre a calhar


Sabia que grande parte do dinheiro que vem fácil, fácil vai! Isto deve-se ao facto de não aproveitar-mos aquele montante da melhor forma. A primeira intensão é facilmente gastar um valor com que não estava a contar. Se possível o ideal é anexar todo o montante à sua poupança, quando isso não é possível deixe uma grande parte.

Lei dos 100% por 100%

Todos nós possuímos gastos extras, seja para um hoby, um vicio como o tabaco ou o café. A lei dos 100% por 100% representa uma poupança de valor igual, ou seja, é uma forma poupar dinheiro com os seus gastos, a vantagem está em: quanto mais gastar mais irá poupar. Por exemplo Se gastar 0,50€ no seu café coloque igual importância de parte,se beber 30 cafés por mês no valor de 0,50€ terá poupado também 15€, para melhor realizar a poupança da lei dos 100% por 100% compre um mealheiro e poupe o montante igual aos seus gastos.


Metas de poupança em timing


Bom grande parte das vezes a poupança deve-se a um objectivo de compra. Para o efeito é por vezes necessário criar um método de poupança em timing. Imagine que pretende comprar um casaco no valor de 60€, que esse valor deverá ser atingido num período de tempo de 2 meses. Então poderá pensar poupar de 15 em 15 dias 15€. se esta formula não coincide com os momentos em que recebe a sua fonte de rendimentos ajuste, por exemplo 30€ mês a mês. Este método de poupança é ideal não só para valores pequenos mas também para grandes, para cada caso deverá ponderar metas de poupança em timing atingíveis. Não adianta tentar poupar 250€ por mês num salário de 500€ se tiver de gerir financeiramente a sua casa. Nestes casos aumente o seu timing e a probabilidade de sucesso com esta formula de poupança.

Moedas do dia


Bom é natural que durante o dia tenha-mos sempre de comprar algo que necessitamos ou que simplesmente queremos, um café, um bolo, uma peça de roupa, etc... Quando isso acontece e pagamos com dinheiro resulta normalmente numa coisa. Moedas do troco! Uma forma de poupar é chegar ao fim do dia e remove-las da sua carteira directamente para o mealheiro. Quando o faz, está a poupar e normalmente faz muito pouca diferença na sua carteira, é uma forma quase imperceptível de poupança, um excelente método para pequenas importâncias.

Arredondar


Arredondar é tão simples como um pequeno montante de diferença para uma importância certa. Imagine que quer beber um café 0,65€ o restante até chegar a um 1€ é arredondar! Há já algum tempo conheci uma pessoa que poupava com os bolsos. Éra muito simples o seu método, quando começava o dia colocava a importância que estipulou que poderia gastar diariamente no bolso direito, sempre que comprava algo como o jornal e o seu café o troco viajava para o bolso da esquerda e desta forma arredondava sempre os seus gastos. No final do dia colocava os "arredondamentos" no seu mealheiro.

O porquinho mealheiro


O mealheiro não é um método de poupança por si só, ele é uma ferramenta apenas. Existem muitas formas de deixar o seu dinheiro de parte, todas as soluções anteriores podem ser adaptadas a ele. Serve apenas para o ajudar a desligar-se das pequenas migalhas que irão fazer um bolo. O mealheiro por si só de nada adianta, é necessário que adapte o seu método de poupança e que o coloque em prática, só dessa forma o seu mealheiro se tornará um poderoso aliado na sua poupança.

quinta-feira, 24 de março de 2016

Como poupar na Páscoa



A Páscoa, tal como o natal é uma época dedicada à família. Em Portugal existem inúmeras tradições (desde vestir uma peça de roupa nova, oferecer um chocolate ou um folar aos afilhados e amigos, organizar um almoço de família…), e ao fazer as contas muitas vezes o orçamento não chega para todos os chocolates e folares que tem para oferecer.

8 Dicas para poupar na Páscoa

Muitas pessoas são ainda adeptas da tradição de oferecer um chocolate ou de organizar um almoço para toda a família, no entanto para as famílias mais numerosas acaba por ser uma tradição bastante fora do orçamento. Nesta Páscoa, se seguir as nossas sugestões garantimos uma boa poupança.

1 – Faça você mesmo

Não é assim tão difícil fazer um ovo de chocolate. Basta procurar uma receita na internet ou em algum livro de receitas e pôr as mãos à obra. Vai ver qual além de ser muito mais barato, vai ser uma prenda muito mais original e que vai suscitar curiosidade.

2 – Todos devem contribuir

Se é uma das pessoas que gosta de organizar um almoço de família neste dia, peça para que cada um dos convidados leve alguma coisa (por exemplo: entradas, sobremesa, saladas, salgados, bebida…). Se cada um levar uma coisa o valor fica distribuído por todos, sendo assim menos dispendioso para si.

3 – Evite compras desnecessárias

Esta já é uma época em que vai gastar imenso dinheiro como aquilo que precisa mesmo de comprar, logo evite fazer gastos desnecessários nesta altura. O seu orçamento não vai sobreviver à Páscoa e a compras pode fazer noutra altura.

4 – Aproveite os saldos

Muitas famílias têm a tradição de vestir algo novo no domingo de Páscoa. Se a sua família tem esta tradição, tente comprar as coisas nos saldos (principalmente se forem muitos os membros do agregado familiar). Vai poupar algum dinheiro, dando-lhe assim uma margem de manobra maior nesta altura. Não deixe tudo para a última da hora.

5 – Brincadeiras para os mais novos

Se tem muitas crianças na família, é normal fazerem-se aqueles jogos de encontrar o ovo perdido. Neste caso, pode cozer previamente os ovos em casa e pedir para os mais pequenos o ajudarem a pintar os mesmos. Depois é só escondê-los pela casa e pelo jardim (ou no parque) e a brincadeira está pronta a começar.

6 – Decoração da casa

A decoração da casa é uma das coisas em que se gasta mais dinheiro. Em vez de gastar muito dinheiro a comprar as decorações de Páscoa, faça-as em casa, com material reciclado. Fazer as decorações em casa é também uma boa alternativa para estimular os seus filhos à poupança e a incentivar a criatividade deles.

7 – Brindes para os mais novos

Nem só de chocolates é feita a Páscoa. Para os mais pequenos pode comprar umas gomas, amêndoas, chupas, e fazer arranjos caseiros em sacos ou cestinhas e espalha-los pela casa para eles encontrarem, fazendo assim uma espécie de caça ao tesouro. Pode também colocar nesses sacos desenhos para colorir.

8 – Aproveite as promoções

Nesta altura muitos super e hipermercados optam por colocar vários produtos com promoções (seja desconto imediato ou crédito em cartão cliente). Veja bem as promoções que estão em vigor e opte por ir às compras naquele que tenha os preços mais baixos nos produtos que vai comprar.
Esperamos que com esta lista de dicas de como poupar na Páscoa o ajude nesta época festiva sem que leve um grande arrombo no orçamento familiar. E não se esqueça que o mais importante é estar junto da sua família e não o que compra para oferecer.

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Poupar dinheiro ganhando pouco


Quem acha que poupar dinheiro é tarefa fácil, desengane-se. Economizar não é só gastar menos ou evitar gastos supérfluos, é muito mais do que isso. Principalmente quando os rendimentos não esticam e ficam muito longe de conseguir cumprir todas as obrigações. A verdade é que aforrar, para as pessoas que ganham pouco, é um exercício extremamente complexo que requer um grande método e um esforço de todos os membros do agregado familiar. Neste artigo, deixamos-lhe algumas dicas de como pode poupar, mesmo ganhando pouco.

5 DICAS PARA ECONOMIZAR DINHEIRO MESMO GANHANDO POUCO


1. CORTE OS EXTRAS

Se o orçamento já é curto, é impossível continuar a ter extras que podem muito bem ser banidos do seu orçamento. Comer fora quando pode comer em casa ou comprar coisas que não precisa, são apenas algumas das situações onde a poupança de dinheiro, para quem ganha pouco, pode ser fundamental. Faça uma análise do que são os bens essenciais e do que são os extras e vai ver que tem muito onde cortar.

2. ESTABELEÇA METAS

Num orçamento reduzido, é fundamental que estabeleça metas. Por exemplo, se precisa de investir em determinadas coisas, analise o seu orçamento e veja que folga tem mensalmente para ir juntando para comprar o que precisa. Se ganha pouco, é preferível ir juntando o dinheiro numa gestão equilibrada e controlada por si, do que meter-se em prestações. Nunca sabe quando é que num mês ainda mais apertado, o dinheiro lhe irá fazer falta.

3. UTILIZE OS TRANSPORTES PÚBLICOS

Existem algumas mordomias que têm de ser abolidas de um orçamento curto, como por exemplo o hábito de andar de carro. Bem sabemos que é mais cómodo e que há determinados destinos onde é muito mais fácil chegar de carro, mas se ganha pouco, terá de optar por andar de transportes públicos, o que fica muito mais barato e se reflecte em poupança ao final do mês.

4. REGISTE TODAS AS DESPESAS

A única forma de controlar verdadeiramente o seu orçamento é registando todas as despesas. Hoje em dia há quem tenha a contabilidade toda organizada num ficheiro excel no computador, de forma a ter total controlo sobre o que vai sendo gasto e quanto sobra. Registe todos os ganhos e todas as despesas e vai ver que conseguirá perceber exactamente onde está a gastar mais e onde poderá poupar.

5. DEITE FORA O CARTÃO DE CRÉDITO

Se ganha pouco e vive apertado e ainda pretende poupar dinheiro, não utilize o cartão de crédito. Quem tem um orçamento curto tem de viver mensalmente com o que ganha. Se começar a utilizar cartão de crédito, irá perder mais facilmente o domínio das suas despesas e correrá o risco de perder o controle. Outra das desvantagens é o facto de que, quem utiliza cartão de crédito, não percebe efectivamente quanto dinheiro sobra ao fim do mês que poderá ser poupado.

Fonte: E-Konomista

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

As melhores cidades para juntar dinheiro em 2016

Abaixo, listamos 7 das cidades mais promissoras quando o assunto é trabalhar e poupar para a posteridade. Confira:


1. GENEBRA, SUÍÇA

melhorescidades

Com uma das taxas de desemprego mais baixas da Europa e com altos salários, o país destaca-se pela ausência de um salário mínimo. Em 2014, a proposta de um valor mínimo de € 3.300 euros (o maior do mundo) foi negada, mas ainda assim, apenas 9% da população recebe menos que isso ao mês. Em Genebra, a chamada “Cidade da Paz” possui muitas ofertas de emprego para os setores de serviços, informática e saúde, além de, eventualmente surgirem oportunidades específicas para estrangeiros (que preferencialmente tenham domínio da língua local). Em suma, o custo de vida é alto, mas o retorno financeiro é garantido. Possibilitando perfeitamente trabalhar e juntar dinheiro.

2. VANCOUVER, CANADÁ

melhorescidades

Diante da crise de mão de obra, o Canadá atualmente é um dos países com mais oportunidades para estrangeiros, sendo elas cerca de 200 mil, para os mais variados setores. A metrópole Vancouver é um dos maiores destinos quando o assunto são melhores cidades para trabalhar e juntar dinheiro. Contando com uma espetacular qualidade de vida, os custos são elevados, mas o retorno é recompensante. O salário é contado por horas trabalhadas. No caso de Vancouver, situado na província de British Columbia, são pagos C$ 10,45. Portanto, uma vez inserido no mercado de trabalho canadense, as chances de tirar um bom dinheiro no final do mês são grandes.

3. SINGAPURA

melhorescidades

Com altos salários e baixos impostos, Singapura é uma opção inesperada, mas extremamente válida na hora de escolher seu destino para juntar dinheiro. Centro de diversas grandes empresas internacionais, a cidade-estado reúne startupsde várias áreas, como games e aplicativos, além de profissionais de todo o planeta. O ritmo de trabalho é intenso, mas o retorno é certo e a possiblidade de fazer muito dinheiro por lá são reais. 

4. MELBOURNE, AUSTRÁLIA

melhorescidades

Eleita a melhor cidade do mundo para se viver pelo quinto ano consecutivo, não é de se espantar que ela também esteja entre as melhores cidades para trabalhar e juntar dinheiro. Assim como no Canadá, o salário é dado em horas trabalhadas e de acordo com a área profissional exercida, tendo como uma base de valor mínimo os A$ 17,29 e uma jornada padrão semanal entre 38 e 40 horas. Faça as contas.

5. NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS

melhorescidades

O cliché não poderia ficar de fora, certo? Uma gigantesca metrópole, com muita gente e um nível de competição profissional elevado. Uma São Paulo só que mais organizada. Portanto, Nova York é incrível quando se trata de melhor cidade para trabalhar e juntar dinheiro extra. Com muitas oportunidades nas mais diversas área profissionais, a hora trabalhada, por regra, deve sempre ter valor superior que o mínimo federal de US$ 7,25, mas sempre são oferecidos valores acima dos US$ 10. Mesmo entre o caos de um grande centro, Nova York jamais poderia ficar de fora das melhores cidades para trabalhar e juntar dinheiro.

6. LUXEMBURGO

melhorescidades

Para explicar, mais uma vez, a cidade de Luxemburgo é a capital (e um dos três distritos) do Grã-Ducado do Luxemburgo. Além de uma ótima qualidade de vida e uma das menores taxas de desemprego do mundo, é em Luxemburgo que se encontram os maiores salários mínimos da Europa. Para um trabalho com qualificação superior, por exemplo, o salário mínimo gira em torno dos € 2.250, e um não qualificado tem a média de € 1.880. Para tentar a vida em Luxemburgo vale ter em mente que a língua oficial é o francês, tendo o alemão como secundária. Portanto, dominar um desses idiomas é essencial.

7. AMSTERDAM, HOLANDA

melhorescidades

Devido a grande quantidade de organizações internacionais estabelecidas neste país em diversas áreas, como indústrias petrolíferas, gás e moda, a Holanda pode ser o seu destino. Um dos países com o maior número de ofertas de emprego e salário mínimo por volta de € 7,90 a hora, optar por sua capital Amsterdam pode ser a melhor escolha. Com excelente qualidade de vida e custos não muito elevados, Amsterdam possui fácil acesso a todo o país e centraliza seus maiores polos empresariais. Lembrando que, ultimamente o cerco para não fluentes em holandês anda se fechando, portanto, vale a pena investir num curso se este for mesmo o seu destino. 

UM NOVO LAR

Mudanças nunca são fáceis, mesmo que sejam para melhor. Pesquise, se informe, entre em contato com pessoas que já estejam passando por isso e pondere qual será o melhor destino para seus planos. O mundo é imenso e as oportunidades que ele oferece são maiores ainda. 

Partir do princípio de que a cidade escolhida está entre as melhores cidades do mundo para trabalhar e juntar dinheiro, com certeza poderá te ajudar a coletar mais informações e planejar sua nova vida com precisão.

Partilha

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More